quinta-feira, dezembro 18, 2008

Quero paz!...

Estou a chegar a uma fase na minha vida em que concluo que nem sempre vale a pena fazer música. Não se assustem! :)
Pensando nos alunos, e mesmo que a escola não tenha o mínimo de condições para realizar audições escolares, acabamos sempre por improvisar um palco, gritar mais um pouco para conseguir o mínimo de silêncio e a coisa acontece. Começo a achar que este tipo de atitude está a pior mais do que ajudar: transmito aos alunos a ideia que a música se faz em qualquer lugar e sob quaisquer condições e não pode ser assim!
Hoje foi a festa de Natal na minha escola.
Está a saber-me tão bem o silêncio da noite...

6 comentários:

Stalker disse...

Silêncio? Atenção? Respeito?
Palavras com dificuldade de afirmação um pouco por todo o lado. A escola não é excepção.
É a ditadura da confusão, da gritaria, da boçalidade, da falta de vergonha.
Uma mistela insuportável.
A minha solidariedade, Armanda.
Beijinhos aí para casa!
Carlos

Fernando Vasconcelos disse...

Ora bem Armanda. Percebo inteiramente. Mas sabe acho que esse esforço vale a pena. Porque a alternativa seria tornar a música ainda mais inacessível e deixar que apenas existissem (e esses têm também o seu lugar longe de mim criticar que também gosto de vez em quando) aqueles momentos de entretenimento colectivo em que vale tudo por parte do público. Faz parte da educação deles ... Estou a dizer-lhe isto a minutos de ir para o concerto de Natal do Moderno em que acho que tanto os professores como os músicos da orquestra mereceriam um comportamento bem mais educado por parte do público. Vale sempre a pena. Por menor que seja a diferença, por menos miúdos a quem consiga explicar como se devem comportar vale sempre a pena. Desistir ? Nunca !

Képia disse...

a minha solidariedade também...
acho que cada vez mais, "um berro já não dá para a aula toda". estou como tu e sobretudo CANSADA.
Estes ultimos dias foram de loucos... de tal modo que ontem caí na cama com uma carrada de febre. o cansaço faz com que as defesas vão embora... nem o vosso concerto de natal fui ver :( pobre da minha filha...
um beijo grande para todos

um Natal muito feliz

Helena

Fantasia Musical disse...

Ah!... Não estou a desistir. Nem por sombras!

Uma vez que a festa foi no polivalente da escola (local onde as crianças costumam correr, comer, gritar e até jogar ténis de mesa) seria de esperar aquele disparate e é uma pena para os alunos que se esforçaram por ter as peças bem sabidas :(

Assim, já decidi que, como o espaço não é apropriado e eu não sou de desistir, da próxima vez tentarei requisitar o Centro Cultural de Alcains. Não o tenho feito, pois ainda está a uma distância jeitosa (10 a 15 minutos a pé) e não há transporte escolar. Mas acredito que valha a pena, pois as actividades que tenho desenvolvido no local têm sido gratificantes. Aliás, é gratuito e ainda tem um técnico que auxilia nas questões das luzes e do som. Que mais posso querer? E assim também os professores lá estão...

alda.serras disse...

A festa de Natal na minha escola também é no polivalente. Só assisto quando a isso sou obrigada pelas mesmas razões que enuncias. Este ano não fui.

Fantasia Musical disse...

Képia, hoje fartei-me de pensar em ti enquanto ía colocando os posts do concerto. Boas melhoras, amiga!

Pois é Alda, por vezes também me apetecia fugir, mas são os meus alunos que estão em cima do palco. Se eu não estiver lá, a maior parte das vezes não poderão contar com os outros professores...