sexta-feira, abril 10, 2009

Orquestra Sinfónica de Leiria

Sob a direcção de Jean-Sébastien Bérreau, no Teatro José Lúcio da Silva. As fotos estão terrivelmente más, mas sem flash foi o que se conseguiu :)

Orfeão de Leiria - Conservatório de Artes

Castelo de Leiria

A Bárbara ficou sempre escondida pelo fagote.

Só se consegue ver aqui, porque ficou uma foto muito tremida ;)

Toda a orquestra sinfónica e os quatro solistas (violino, oboé, fagote e violoncelo), interpretando Haydn.

No final aconteceu um pormenor interessante: aquando das palmas finais, Bérreau solicitou a vinda ao palco dos outros dois maestros (o que dirigiu a orquestra de sopros na 1ª parte e o que o assistiu ao longo de todo o estágio). Mas o maestro da orquestra de sopros parecia estar a fazer-se rogado. As palmas lá continuavam, sem que ele surgisse no palco. Por fim, percebemos a sua timidez: não havia esperado pelo final do concerto para trocar de roupa e subiu ao palco de calças de ganga e camisola vermelha. Bem!... Acho que aprendeu uma nova lição :)

2 comentários:

João Ferreira disse...

Este "post" fez-me recordar os bons velhos tempos passados naquela casa. Não pelo facto cómico aqui relatado mas pelo evento em si. E as fotografias também ajudaram a despertar um certo sentimento nostálgico.

Fantasia Musical disse...

Acredito! Relembro muita da minha juventude nos meios musicais, agora através das minhas filhas ;)

Inclusivamente, já me tenho cruzado com antigos colegas desses cursos/orquestras. A última foi a professora de violoncelo do Conservatório Metropolitano Catarina Anacleto, com quem estive em diversos estágios de orquestra das escolas particulares. É engraçado como, após tantos anos, ainda nos reconhecemos...

A História não pára! Os intervenientes é que vão mudando :)