segunda-feira, julho 02, 2007

Clínica dentária Vera Santos

Há uns dias, a Bárbara foi ao dentista. Até aqui tudo normal... O curioso está no facto de andar a corrigir a posição dos dentes com um aparelho e, por incrível que pareça, não desperdiça horas no consultório. A Carolina, que manteve um aparelho dentário (leia-se castigo) durante anos, de cada vez que ía para o consultório enchia-se de coragem e de livros. A Bárbara, por sua vez, vai ao consultório e só espera uns minutinhos.

Este parece ser um assunto pouco interessante e desnecessário, mas quem já passou por uma situação destas, compreender-me-á. A maior parte dos dentistas (quase que arrisco: quase todos os médicos) esquece-se de ver os pacientes como pessoas e em nada se preocupam com o tempo de espera. Já não é a primeira vez que o meu marido pede o livro de reclamações numa clínica médica, após mais de uma hora à espera que o médico chegue. Normalmente chegam atrasadíssimos e sem uma palavra de desculpa. Que falta de respeito!

Como dizia, descobri esta clínica dentária, que foge à regra. Até ver, ainda quase não desperdiçámos tempo ;-) É chegar à hora marcada e logo somos atendidos e sempre com um sorriso nos lábios (veja-se o sorriso da D. Patrícia, na recepção). Até sabe bem lá ir!
O Dr. Serrão a trabalhar A entrada do consultório na Quinta Dr. Beirão

5 comentários:

Margarida disse...

Tenho andado por aqui mas em silêncio.

Sobre este assunto digo-te uma coisa:
Contaram-me a história de uma dentista que marcava consulta para as 9.00 horas e depois levantava-se às 10.00 e dizia: "os doentes esperam, não têm outro remédio!"

(As empregadas domésticas são óptimas para nos colocarem ao corrente destas situações, lol)

Bj

AP disse...

Puxa! Isso é demais!
Por ter já passado por situações idênticas, é que me tem agradado tanto esta clínica. Ali somos tratados com RESPEITO.

Quanto ao teu silêncio, oh rapariga :-) estás à vontade! Nem sempre nos apetece comentar. Tantas vezes que acontece isso comigo...

Stalker disse...

Ainda bem, ainda bem! A minha alegria vem do facto umbiguista de eu ter sido professor de guitarra da Vera. É claro que com um professor deste calibre ela teria de ser uma excelente pessoa e, claro, uma óptima dentista.

AP disse...

Ah, agora já percebo porque é que a Drª Vera é tão simpática! Estudou música!!!! lol

alves disse...

As clinicas dentarias têm como objetivo dar um sorriso bonito e feliz às pessoas. Mas não basta só tratar-nos dos dentes mas também de tudo o resto, como a pontualidade e o tratar os pacientes como pessoas que se esperam muito desesperam e podem de lá sair com uns dentes bonitos mas com um estado de nervos.
Por isso contribuam para o sorriso mas também para a alma dos pacientes.