terça-feira, abril 15, 2008

Os tempos passam e a vergonha é a mesma

Texto de Cleide Canton (poetisa brasileira da actualidade) e Ruy Barbosa (1849-1923) - jurista, político, diplomata, escritor, filólogo, tradutor e orador brasileiro. Por Rolando Boldrim.

2 comentários:

Fernando Vasconcelos disse...

Pois é. Há um outro texto parecido a este, também brasileiro e que acho excelente tal como este.

http://www.youtube.com/watch?v=IhcaD2y0TZ0

AP disse...

Impecável e bem importante a mensagem...

Só por curiosidade: gostei, também, da voz grave e timbre quente da leitora ;)