terça-feira, setembro 25, 2007

Eu sou uma jovem. E tu?

É engraçado como nos apercebemos que os outros envelhecem, mas não o sentimos em nós. É como se nunca envelhecessemos... Porventura até já passaram por alguma situação idêntica a esta:

While waiting for my first appointment in the reception room of a new dentist, I noticed her certificate, which bore her full name. Suddenly, I remembered that a tall, good looking girl with the same name had been in my high school class some 40 years ago.

Upon seeing her, however, I quickly dismissed any such thought. This aged, gray-haired woman with the deeply lined face was too old to have been MY classmate. After she had examined my teeth, I asked her if she had attended the local high school.

"Yes," she replied.
"When did you graduate?" I asked.
She answered, "In 1954."
"Why, you were in my class!" I exclaimed.
She looked at me closely and asked, "What did you teach?"

2 comentários:

bell disse...

Esta história recordou-me o meu avô que dizia muitas vezes: "hoje encontrei fulano de tal, moço da minha idade, está tão velho!"

AP disse...

Pois é! Essa é uma expressão muito usada pela minha mãe. E diz frequentemente "lembras-te daquele rapaz"... bem, um rapaz de 70 ou 80 anos! Acho divertidíssimo!