quarta-feira, janeiro 16, 2008

Vergonhosamente, desconhecia o nome Claudio Arrau


Ontem ouvi, na Antena 2, uma versão da Sonata nº 14 em dó sustenido menor para piano op.27 nº 2 (Ao Luar) de Beethoven, tocada por Claudio Arrau. Nunca tinha ouvido falar deste pianista e fiquei deveras surpreendida quando ouvi um pouco da sua biografia. E, claro, surpreendida também pela forma como tocou a obra.

Não sou grande fã de Beethoven e menos ainda da maior parte das obras, por demais, tocadas. No entanto, emocionei-me. A sério que me vieram as lágrimas aos olhos. Foi, de facto, um grande músico, este Claudio Arrau! Não é que seja difícil emocionar-me, mas a ouvir Beethoven...

Chileno (Chile 1903- Áustria 1991), aos 3 anos já lia por partitura e tocava as peças que a sua mãe ensinava aos alunos. Aos 5 anos deu o primeiro concerto na cidade natal. Recebeu apoio financeiro por parte do governo chileno para estudar na Alemanha. O seu último professor foi (se bem me lembro de ouvir na rádio) o último aluno de Liszt. E, por opção, quando este faleceu (tinha Arrau 15 anos) não voltou a ter professores tendo, mesmo assim, ganho imensos concursos de piano importantíssimos. Morreu aos 88 anos de idade.
Adenda: Fica aqui a sugestão que o Fernando deixou no seu comentário. Arrau era mesmo especial!... Espectacular este Presto da Sonata No. 7 em Lá menor, K. 310 de Wolfgang Amadeus Mozart.

5 comentários:

Fernando Vasconcelos disse...

Não é grande fã de Beethoven? Não é grande fã de Beethoven ??? :-( :-(
Pronto, está perdoada ...
Então veja este post e o link para uma interpretação do Arrau de uma Sonata de Mozart.

http://www.guiadamusicaclassica.blogspot.com/2008/01/mozart-obras-para-piano-solo-k301.html

Agora essa história de não apreciar Beethoven é que não pode ser :-) :-)

Pianoman disse...

Shame on you...

AP disse...

:D

artimanha disse...

Também concordo, isso de não ser grande fã de Beethoven não pode ser ... e quando se fala em Arrau fala-se em Beethoven inevitavelmente

Shame on you, duas vezes : (

AP disse...

Que é isto?!? Com certeza conhecerei outros intérpretes pouco conhecidos para vós e, igualmente, de qualidade!!! Pois, como já tive oportunidade de o dizer, o piano não é um instrumento que me agrade especialmente e, por isso, conheço mais obras para cordas e sopros (Ai, ai, ai, lá vem mais uma sova!!!)

E, quanto a não gostar de muitas obras de Beethoven, pelo menos tive a coragem de o dizer :) Asseguro-vos que seria muito mais fácil para mim fazer o que muitos fazem: esconder para evitar esses dedos apontados!!

E gostos, meus amigos, são pessoais. Não gosto de grande parte da obra de Beethoven e, garanto-vos, que não é por não conhecer!

"Não pode ser"... Bom!...